21/11/14

Ufersa abre 580 vagas para reingresso no 1º semestre de 2015


Vagas são para cursos em quatro cidades do RN
(Foto: Eduardo Mendonça)

Vagas são distribuídas em Mossoró, Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros.

O ingresso é para o primeiro semestre letivo de 2015.

Ex-estudantes de graduação que queiram retomar as atividades acadêmicas poderão ingressar em um dos cursos da Universidade Federal Rural do Semi-Árido. A Ufersa, por meio da Comissão Permanente de Processo Seletivo, abriu edital de seleção com a oferta de 589 vagas, distribuídas nos câmpus de Mossoró, com 387 vagas; Angicos, 80; Caraúbas, 69 e, o câmpus de Pau dos Ferros, com 44 vagas. O ingresso é para o primeiro semestre letivo de 2015.

As vagas disponibilizadas para o reingresso são oriundas de abandonos e do cancelamento espontâneo dos cursos de graduação. Na Ufersa Mossoró são ofertas vagas nos cursos de: Administração (30), Agronomia (47), Biotecnologia (05), Ciências Contábeis (20), Ciência da Computação (15), Ciência e Tecnologia – Diurno (92), Ciência e Tecnologia – Noturno (67), Direito (12), Ecologia (18), Engenharia Agrícola e Ambiental (08), Engenharia de Energia (02), Engenharia de Pesca (16), Engenharia de Produção (04), Engenharia Florestal (10), Licenciatura em Computação – EAD (04), Licenciatura em Educação no Campo (14), Licenciatura em Matemática – EAD (04), Medicina Veterinária (13) e Zootecnia (09).

Já no Câmpus Angicos as vagas disponibilizadas são para os cursos de: Ciência e Tecnologia – Diurno (39), Ciência e Tecnologia – Noturno (26), Engenharia Civil (03), Licenciatura em Computação e Informática (06) e Sistemas de Informação (12). Na Ufersa Caraúbas: Ciência e Tecnologia – Diurno (33), Ciência e Tecnologia – Noturno (34), Engenharia Mecânica (01) e Licenciatura em Letras – Inglês (01). E no Câmpus Pau dos Ferros: Ciência e Tecnologia – Diurno (29) e Ciência e Tecnologia – Noturno (15).

As inscrições são gratuítas sendo feitas por via eletrônica até o dia 26 de novembro. O Reingresso será concedido apenas ao discente da Ufersa que perdeu sua vaga há, no máximo, três anos, nesse caso, o reingresso será, obrigatoriamente, no curso de origem. No ato da inscrição o candidato deverá apresentar requerimento devidamente preenchido, histórico escolar da graduação, onde constem a carga horária cursada, o índice de rendimento acadêmico, IRA, e a data de abandono do curso. O processo seletivo cumprirá uma única etapa compreendendo a análise da documentação a ser feita no período de 27 a 28 de novembro. - Do G1 RN


TSE vai requisitar técnicos de outros órgãos para exame da prestação de contas de Dilma Rousseff


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, determinou que sejam tomadas as providências para a requisição de técnicos do Tribunal de Contas da União, da Receita Federal e do Banco Central para auxiliar no exame da prestação de contas da candidata reeleita à Presidência da República, Dilma Rousseff, do Comitê Financeiro Nacional e do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores.

A determinação do presidente atendeu a uma solicitação do relator da prestação de contas de Dilma Rousseff, ministro Gilmar Mendes, que fez o pedido com base no disposto no artigo 30,§ 3º da Lei nº 9.504/97 ( Lei das Eleições). De acordo com esta norma, a Justiça Eleitoral poderá requisitar técnicos para efetuar o exame das contas pelo tempo que for necessário.

Os acordos de cooperação técnica entre o TSE, a Receita Federal e demais órgãos da Administração Pública são comuns e fazem parte da rotina dos trabalhos do tribunal. O TSE e Advocacia Geral da União (AGU), por exemplo, mantêm acordo para a cobrança do ressarcimento dos custos com novas eleições realizadas devido à cassação de mandato de candidatos.

Além da AGU, o TSE mantém convênios com a Receita Federal, com o Banco Central e com o Tribunal de Contas da União (TCU) para intercâmbio de informações e auditoria. Nas eleições de 2010, auditores do TCU auxiliaram o TSE no exame das contas de Dilma Rousseff, eleita presidente. http://www.blogdocapote.com/site/index.php


Pesquisadores da Universidade de Franca descobrem molécula 50% mais eficiente que o Viagra

foto: internet -  meramente ilustrativa

No segundo semestre deste ano, pesquisadores da Universidade de Franca (Unifran) conseguiram nos Estados Unidos a patente do uso de uma planta para controle da disfunção erétil. Testada em laboratório para produzir um medicamento com a mesma função do viagra, a cubebina, também conhecida como pimenta-de java, pode ajudar a resolver o problema de 50% dos homens brasileiros com mais de 40 anos – que de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia apresentam queixas relacionadas à dificuldade de ereção.

Originária da Indonésia, a planta é usada como tempero e apresenta propriedades medicinais de combate a doenças parisitárias, tais como a malária. No caso dos pesquisadores brasileiros a aplicação ao campo da disfunção erétil aconteceu por acaso. Márcio Luís Andrade e Silva, coordenador dos estudos, afirma que sua equipe estava extraindo moléculas da pimenta seca para tratar o mal de Chagas quando percebeu que os camundongos receptores da substância passavam a apresentar ereção fora do comum. A partir disso, anos mais tarde, foi iniciada uma pesquisa a respeito do assunto.

Explicando de maneira simples, a ereção acontece quando o pênis está “cheio” de sangue, o que depende de estímulos hormonais e nervosos para acontecer. Em pessoas com disfunção erétil, distúrbios em um desses dois sistemas ou no sistema vascular dificultam o desencadeamento natural do processo que leva à turgescência do órgão sexual. Para mudar essa situação, uma reação química pode ser provocada intencionalmente.
Tanto no caso do viagra quanto da molécula descoberta pelos cientistas de Franca, o princípio é aumentar a quantidade de um composto específico nas células penianas. Esse composto é o monofosfato de guanosina (GMPc), que não é o precursor da ereção em organismos saudáveis, mas pode ser direcionado para esse fim. Considerando o fenômeno, o viagra e a pimenta-de-java são degradados no lugar desse composto, que acabaria eliminado pela ação de uma enzima chamada fosfodiesterase-5. Essa substituição só é possível porque as estruturas da molécula da planta e da substância do viagra são muito parecidas com a do GMPc. A enzima, então, passa a degradar os medicamentos e com o aumento do GMPc acontece a ereção.

O próximo passo da pesquisa é desenvolver junto à indústria farmacêutica um medicamento para ser colocado no mercado. “Com os estudos que fizemos até agora é possível dizer que a pimenta-de-java é até 50% mais eficiente do que o viagra”, afirma o pesquisador. E além de mais potente, a molécula parece não causar efeitos colaterais. “O que percebemos é que em vez de aumentar a frequência dos batimentos cardiácos, que é a causa de muitos infartos de quem usa o viagra, a cubebina diminui essa frequência.” De acordo com ele, a redução não é preocupante e pode ser considerada uma vantagem em relação ao medicamento concorrente. “Nossa expectativa é lançar o produto em até 3 anos e meio”, completa Márcio -  por Globo Rural - Marina Salles


BNDES concedeu R$ 2,4 bi às empresas investigadas pela Lava Jato



O Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) concedeu financiamentos de R$ 2,4 bilhões para as nove empreiteiras investigadas pela operação Lava Jato, entre 2003 e junho de 2014. Ao longo dos anos, foram 2.481 operações realizadas, sendo que 2.471, ou R$ 1,6 bilhão, foram “financiamentos indiretos automáticos”, geralmente concedidos às micro, pequenas e médias empresas.

Tais operações não precisam passar por avaliação prévia do BNDES e possuem limite máximo de R$ 20 milhões em crédito. A empreiteira mais beneficiada por este tipo de financiamento foi a Camargo Corrêa, que conquistou R$ 502,5 milhões por meio de 857 operações, ou seja, média de R$ 586,3 mil por empréstimo.

A Odebrecht também conseguiu crédito alto: R$ 449,4 milhões em 412 empréstimos. Se considerada a média por operação, os financiamentos concedidos para a empreiteira foram os mais generosos, de R$ 1,1 milhão.

Em seguida, no ranking, estão a Queiroz Galvão – a quem o banco concedeu R$ 401,2 milhões em 619 operações, média de R$ 648,2 mil por operação – e a UTC, que contraiu financiamentos com o banco no valor de R$ 134,2 milhões por meio de 410 operações, média de R$ 327,3 mil.

Ainda de maneira indireta e automática, as empresas menos favorecidas foram a Mendes Junior (R$ 56,1 milhões em 89 operações), Galvão Engenharia (R$ 39,8 milhões em 50 operações), OAS (R$ 18,1 milhões em 16 operações) e Engevix (R$ 9,6 milhões em 12 operações). A Iesa, por sua vez, possui seis financiamentos no valor total de R$ 971,5 mil.

Operações diretas e indiretas não automáticas

As operações “diretas” e “indiretas não automáticas” somaram R$ 788,5 milhões. Nos financiamentos diretos, o interessado necessita apresentar ao BNDES documento em que são descritas as características básicas da empresa e do empreendimento para a análise do Banco. Já os financiamentos indiretos não automáticos também precisam de aprovação prévia do BNDES, mas nesse caso as operações são individualmente avaliadas e aprovadas, com o valor mínimo de R$ 20 milhões.

A Camargo Corrêa conseguiu financiamentos de R$ 654,1 milhões nesses tipos de operação. Entre as iniciativas aprovadas estão, por exemplo, a expansão e modernização das plantas de fabricação de cimento em cidades do interior de São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Já a Engevix financiou R$ 100 milhões de capital de giro.

A Odebrecht, por sua vez, somou R$ 34,4 milhões em financiamentos. A empresa angariou os recursos para a aquisição de máquinas e equipamentos para operação de prestação de serviços de contrato com a Petrobras. Também financiou verbas para a ampliação da base de apoio logístico da empresa em Macaé, no Rio de Janeiro.

Outro lado

O BNDES não quis fazer comentários específicos sobre as empreiteiras relacionadas à operação Lava Jato da Polícia Federal. Porém, explicou que, apesar das operações indiretas automáticas serem concedidas em maior quantidade às micro, pequenas e médias empresas, podem ser realizadas por grandes empresas.

As operações indiretas automáticas são utilizadas por empresas de qualquer porte para, por exemplo, aquisição de máquina ou equipamento avulso. “Portanto, o que define a realização de uma operação direta ou indireta não é o porte da empresa tomadora, mas o tamanho e característica da operação”, explica nota.

Dyelle Menezes e Gabriela Salcedo
- See more at: http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/10071#sthash.mmyccKYx.dpuf


Armando Monteiro aceita convite para o Desenvolvimento



O senador Armando Monteiro recebeu o convite – e aceitou – para ser o novo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

Ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e candidato derrotado ao governo de Pernambuco pelo PTB, ele avisou para assessores que teria compromissos nesta sexta em Brasília e voou para a cidade. Pela manhã, foi recebido pela presidente Dilma no Palácio da Alvorada.

Antes, o nome cotado para o Desenvolvimento era o de Josué Alencar, filho do ex-vice-presidente José Alencar, morto em 2011. Mas ele tinha impedimentos porque a Coteminas, empresa da família, tem empréstimos do BNDES. - http://g1.globo.com/politica/blog/blog-do-camarotti/post/armando-monteiro-aceita-convite-para-o-desenvolvimento.html


Incêndio atinge depósito do Detran em Caxias, Baixada Fluminense


Imagem aérea mostra vários carros pegando fogo no depósito (Foto: Reprodução/TV Globo)

Ainda não há informação sobre vítimas.
Bombeiros de três quartéis estão no local.

Um incêndio atingiu um depósito do Detran, na Rodovia Washington Luiz, na tarde desta sexta-feira (21). Bombeiros de três quarteis estavam no local, que fica na altura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Por volta das 16h40 e, até o horário, não havia informações sobre vítimas. O trânsito da rodovia não tinha sido interrompido.


Dezenas de carro pegaram fogo (Foto: Reprodução/TV Globo) - Do G1 Rio

Dilma convida Kátia Abreu para a Agricultura



A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) foi convidada na quarta-feira à noite pela presidente Dilma Rousseff para ser a futura ministra da Agricultura. Presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), ela sinalizou positivamente.

Kátia Abreu tem o apoio do presidente do PMDB, Michel Temer, e agora está conversando com outras lideranças do partido a fim de ampliar a rede de apoios. Dilma disse à senadora que ela terá "carta branca" para montar a nova equipe.

http://g1.globo.com/politica/blog/blog-do-camarotti/post/dilma-convida-katia-abreu-para-agricultura.html


Mulher nua para trânsito e sobe em para-choque de caminhão em Goiânia



Mulher nua para o trânsito e sobe em caminhão que transitava em avenida de Goiânia (Foto: Ag Mais)

Veículos tiveram de desviar para não atropelar a pedestre em avenida.
Moradores da região a convenceram a sair da via; ela não se machucou.


Uma mulher foi flagrada ao andar totalmente nua na Avenida Planície, no Conjunto Itatiaia, em Goiânia. Caminhando no meio da via, ela parou o trânsito no local e veículos tiveram que desviar para não atropelá-la. Apesar de o fato ter ocorrido na quarta-feira (19), as imagens só foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (20).

Mulher nua se pendurou em caminhão e chamou a atenção de motoristas e moradores (Foto: Ag Mais)

Segundo moradores da região, um caminhão buzinou para que a mulher desse passagem. Em seguida, ela foi até o veículo, bateu com a mão na frente da cabine e subiu no para-choque. Os próprios moradores a convenceram a descer do caminhão e ela saiu da avenida sem se ferir.

Até a manhã desta sexta-feira (21), o caso não havia sido registrado na Polícia Civil. - Paula Resende Do G1 GO


ESTRATÉGIA



EMPREITEIRAS USAM DEPUTADOS ENROLADOS PARA LEVAR LAVA JATO AO SUPREMO

EMPREITEIROS USAM ENVOLVIMENTO DE POLÍTICOS QUE SUBORNARAM PARA TENTAR TIRAR ‘LAVA JATO’ DO JUIZ SERGIO MORO

Polícia Federal realizou mandados de busca e apreensão na sede da Camargo Corrêa, em São Paulo. Foto: Nilton Fukuda/Estadão Conteúdo



Asfixiadas por uma investigação sem precedentes, as empreiteiras alvo da Operação Lava Jato bateram à porta do Supremo Tribunal Federal. Elas querem tirar o processo sobre corrupção na Petrobrás da alçada da 13.ª Vara Federal de Curitiba, base da investigação da Polícia Federal. É um movimento estratégico das gigantes da construção. O argumento central é que o caso não poderia seguir fora do Supremo a partir do momento em que a investigação encontrou indícios de envolvimento de dois deputados federais, que têm direito ao chamado foro privilegiado em ações penais: o paranaense André Vargas (sem partido) e o baiano Luiz Argôlo (SDD).

Por meio de uma reclamação ao Supremo, o engenheiro Gerson de Mello Almada, vice-presidente da Engevix Engenharia S/A, pede liminarmente a suspensão dos efeitos da ordem de prisão expedida contra ele. A medida, embora em nome de apenas um acusado, é endossada por outras defesas.

No dia 10, a Justiça Federal no Paraná ordenou a custódia de Almada e de outros 24 alvos da investigação, a maioria dirigentes das principais empreiteiras do País. Jamais essas empresas, detentoras de centenas de contratos com a administração pública, passaram por tal momento.

A reclamação já está nas mãos do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo. Ela é subscrita pelos criminalistas Fábio Tofic Simantob, Débora Gonçalves Perez e Maria Jamile José. Fábio Tofic argumenta que as ordens de buscas e de prisão “caracterizam manifesta usurpação da competência privativa do STF, disposta no artigo 102, I, b, da Constituição Federal”.

Segundo o criminalista, a Justiça Federal no Paraná, que conduz as ações da Lava Jato, cindiu as investigações quando se deparou com indícios de cometimento de crime por autoridades com prerrogativa de foro, notadamente André Vargas, então no PT, “sem submeter a questão ao Supremo”. Tofic classifica de “inaceitável cisão, em primeira instância, da investigação de suposto esquema que teria como razão de ser o locupletamento de agentes políticos com foro nesse Tribunal”.

O criminalista aponta o que chama de “usurpação da competência do Supremo Tribunal Federal mediante deliberada ocultação da descoberta de indícios de crime relacionados aos deputados federais André Vargas e Luiz Argôlo” – ambos de laços estreitos com o doleiro Alberto Youssef, operador do esquema de propinas e corrupção na Petrobrás.

Fábio Tofic adotou o mesmo argumento em 2013, quando obteve decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3) para tirar da Justiça Federal no município de Jales (SP) os autos da Operação Máfia do Asfalto – investigação sobre corrupção em 78 cidades do interior paulista que apontou envolvimento de parlamentares com prerrogativa de foro.

Na ocasião, o juiz de primeiro grau enviou à Procuradoria Regional da República da 3.ª Região parte dos autos relativa a parlamentares. O TRF3, porém, decidiu que quem detinha competência para tal medida era a própria Corte, e não o juiz de primeira instância. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

fonte: Estadão Conteudo


Página do Comércio.net

Pau dos Ferros-RN: Polícia Civil prende assaltante de tradicional família do município



Ontem (19), por volta das 21h, um homem armado de faca invadiu a residência de uma tradicional família de Pau dos Ferros, localizada na Av. Getúlio Vargas, e manteve, durante 30 minutos, a filha (60 anos) e pai (90 anos) sob ameaça, caso não fosse entregue o dinheiro que havia na residência.

Segundo um policial que passou a informação, o assaltante levou mais de 20 mil reais em espécie.



O caso estava sendo mantido em sigilo para não atrapalhar as investigações. Neste momento, a equipe da delegacia de Polícia Civil de Pau dos Ferros acabou de prender o assaltante e apreender o dinheiro do assalto.

O acusado, Marcelo Varjão, já havia comprado um revólver, calibre 38, por R$ 1000 reais, que também foi apreendido no momento da prisão. - Fonte: http://www.blogdocapote.com/site/index.php


Festa do Camarão oferece 20 pratos a preços promocionais na Grande Natal



Evento foi iniciado nesta quinta (20) e segue até o dia 30 de dezembro.
Os 20 restaurantes participantes criaram pratos especiais para a festa.

A segunda edição da Festa do Camarão, promovida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) começou nesta quinta-feira (20) e segue até 30 de dezembro em 20 restaurantes da Grande Natal. Cada estabelecimento criou um prato inédito para o evento tendo como ingrediente principal o camarão. Os pratos são comercializados a preço promocional no período.

“O objetivo da Festa do Camarão é fortalecer a nossa gastronomia. Tanto junto aos natalenses, quanto aos turistas. O camarão é a nossa cara e vamos trabalhar pela evolução do evento, que já conta com a participação dos nossos melhores restaurantes”, explica o presidente da Abrasel, Max Fonseca.

Durante a Festa do Camarão os restaurantes participantes estarão identificados com um banner na entrada. Serão também distribuídos 50 mil mapas ilustrados com os pratos e a localização dos participantes.

Veja restaurantes participantes
Abade (camarão do chef)
Aquarius (camarão ao creme de macaxeira)
Bar da Lagoa (baião de dois de camarão)
Billabong (camarão americano picante)
Camarões Potiguar Express (camarão caicoense)
Cascudo Bistrô (camarão papa-jerimum)
Chinatown (camarão ao molho hoisin)
Con Xin China (salada viatnamita de camarão)
Dolce Vita (arroz de camarão)
Empório Gourmet (risoto de camarão flor da laranjeira)
Famiglia Reis Magos (camarão à carbonara)
Freddy’s (risoto de arroz negro com camarão ao curry)
Galo do Alto (ceviche de camarão)
Lotus (ceviche tigarah potiguar com pasteizinhos de vento)
Only Pizza (pizza de camarão à grega)
Paçoca de Pilão (camarão na batata doce)
Taboleiro (camarão porreta)
Tábua de Carne da Via Costeira (paçoca de camarão com meca ao molho natural)
Trio (camarão crocante com molho de gorgonzola)
Wayne’s Burger Star (hambúrguer de camarão).

Do G1 RN


20/11/14

Mega-Sena acumula e pode ter recorde de R$ 135 milhões; veja dezenas

Ninguém acertou o concurso 1.654 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (19), com prêmio de R$ 81.631.387,14 para quem acertasse as seis dezenas.

Os números sorteados foram: 07 - 16 - 33 - 42 - 50 - 58. Com isso, o prêmio acumulou pela sétima vez consecutiva e deve chegar a R$ 135 milhões no sorteio do próximo sábado (22).

Na quina, 249 apostadores acertaram e levam R$ 34.739,50 cada. Outros 19.592 jogadores acertaram a quadra e faturam R$ 630,73. A arrecadação total foi R$ 147,7 milhões, informa a Caixa.

Se chegar ao valor esperado pela Caixa Econômica Federal, será o maior prêmio já distribuído em sorteios regulares. O recorde anterior de Mega-Sena foi em outubro de 2010. Na época, o prêmio ficou acumulado em R$ 119 milhões, após oito sorteios sem vencedor. Apenas um bilhete acertou as dezenas, da cidade gaúcha de Fontoura Xavier.

A estimativa para a Mega da Virada deste ano é de R$ 240 milhões. O sorteio será em 31 de dezembro.

Fonte: Blog do Márcio Melo via Uol / http://www.joaomoacir.blogspot.com.br/

Acidente com três carretas e dois carros mata motorista na BR-304, no RN



Colisão aconteceu no município de Angicos, na região Central do estado.
Segundo o Corpo de Bombeiros, pneu solto pode ter causado o acidente.

Três carretas e dois carros se envolveram em um acidente na manhã de quinta-feira 20 de Novembro, na BR-304, nas proximidades do município de Angicos, na região Central do Rio Grande do Norte.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o motorista de um dos veículos “José Ivan Firmino de Lima” de 51 anos de idade, natural de Jaboatão dos Guararapes em Pernambuco, morreu no local. Ainda não se sabe o estado de saúde das pessoas socorridas ao hospital.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, testemunhas disseram que a roda de uma das carretas teria se soltado quando o veículo passava próximo a Queijeira Opção, na entrada da cidade de Angicos.



As informações são do Portal G1/O Câmera/Imagens Pablo Couto - Exclusivas

Uma segunda carreta que vinha logo atrás teria tentado desviar e passou para a contramão, colidindo com uma terceira carreta que trafegava no sentido oposto, no sentido Mossoró-Natal. "Foi o condutor deste último veículo que não resistiu aos ferimentos", disse o bombeiro Márcio Albuquerque.

Ainda de acordo com o bombeiro, dois carros que vinham próximos das carretas também acabaram se envolvendo no acidente. "Um deles capotou", acrescentou Albuquerque. "Os ocupantes dos automóveis não sofreram ferimentos graves", acrescentou. - O Câmara

Sete ministérios pagaram às empreiteiras da Lava Jato este ano

Contas Abertas 


Os Ministérios da Defesa, dos Transportes, das Cidades, da Educação, da Ciência, Tecnologia e Inovação, de Minas e Energia e da Integração Nacional desembolsaram recursos para as empreiteiras investigadas pela operação Lava Jato este ano. Ao todo, os pagamentos somam pouco mais de R$ 2 bilhões em 2014.

A capilaridade das empresas é alta. Se consideradas as unidades orçamentárias que contratam obras e consultorias com as empresas, tal onipresença fica ainda mais evidente. São nove unidades, incluindo o DNIT e a VALEC, que voltaram a ampliar investimentos em obras e equipamentos este ano, logo após a faxina ética por denúncias de corrupção em 2012.

No Ministério dos Transportes, responsável pela maior parte do orçamento destinado às empreiteiras, o DNIT pagou R$ 494,3 milhões em contratos com Camargo Corrêa, Queiroz Galvão, OAS, Engevix e Mendes Junior. A VALEC, por sua vez, já pagou R$ 529,8 milhões entre as empreiteiras Galvão Engenharia, Engevix, Camargo Corrêa e Queiroz Galvão.

O segundo maior responsável em executar contratos com as construtoras é o Ministério da Defesa que, por meio do Comando da Marinha, desembolsou R$ 756,5 milhões à Odebrecht. Os recursos são destinados à implantação de Estaleiro e Base Naval para construção e manutenção de Submarinos Convencionais e Nucleares.

A Odebrecht também recebeu R$ 69 mil por meio da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre, ligada ao Ministério das Cidades. Os valores foram pagos para a expansão e melhoria da Malha Metroviária do Sistema de Trens Urbanos da capital gaúcha.

Outros R$ 252,9 milhões foram repassados às empresas pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional. Essa unidade gestora pagou por serviços às construtoras Queiroz Galvão, Engevix e Mendes Júnior.

O Ministério da Integração Nacional também repassou recursos para a Galvão Engenharia, por meio do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas. Cerca de R$ 1,2 milhão para construção da Barragem do Figueiredo no Estado do Ceará.

A Engevix ainda recebeu R$ 1,6 milhão do Ministério de Minas e Energia, por estudos de Inventário e Viabilidade para Expansão da Geração Hidrelétrica, e R$ 254,4 mil para implantação da Usina de Conversão de Urânio. O Ministério da Educação, por sua vez, repassou R$ 378,3 mil para a Mendes Júnior realizar a implantação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila).

O governo federal quer manter a crise gerada pela Operação Lava-Jato longe do Palácio do Planalto e da presidente Dilma Rousseff. De um lado, está em preparação “agenda positiva” com o reforço da divulgação de ações previstas para até o final do ano. De outro, Dilma seguirá afirmando que apoiará as investigações da Polícia Federal “doa a quem doer”, e deixará a corporação seguir seu trabalho.

Além disso, a presidente está debruçada sobre a definição da primeira leva de seu novo ministério, que deverá trazer os nomes da equipe econômica. Alguns desses temas foram debatidos ontem numa longa reunião de Dilma, com a presença do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, no Palácio da Alvorada.

- Dyelle Menezes e Gabriela Salcedo - See more at: http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/10067#sthash.yOfS8wAw.dpuf


Página do Comércio.net

Blog do Capote informa:

Câmara de Vereadores aprova requerimento que anula eleição da Mesa Diretora da Casa Legislativa

Diretoria eleita para o biênio 2015-2016 vai recorrer à Justiça

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Pau dos Ferros, realizada na manhã desta quinta-feira, 20, foi aprovado o Requerimento 039/14, de autoria do vereador Edgar Queiroz, que versava sobre a anulação da eleição da Mesa Diretora da Casa Legislativa, que aconteceu em 14 de março de 2013, e a realização de novo pleito para o biênio 2015-2016.


Na sua justificativa, Edgar Queiroz alegou que a eleição do comando do Poder Legislativo, em 2013, foi feita de forma irregular, já que, na época, ele não teve o direito de votar, nem ser votado, acrescentando que, em virtude de que seu mandato eletivo estava sub judice - e o resultado positivo poderia lhe garantir a posse -, a Câmara não deveria ter antecipado o certame.

Após longa discussão, inclusive com ânimos exaltados, a proposição foi acatada pelo placar de 5 a 3. Além do autor, Edgar Queiroz, votaram a favor do requerimento: Antônio Avelino, Tércia Batalha, Eraldo Alves e Kasumaro Kenned. Rumaram na posição contrária os vereadores Gilson Rêgo, Gugu Bessa e Francisco José (Gordo do Bar).

Como não houve empate, a presidente da Câmara, Itacira Aires, não precisou declarar seu voto que, no caso, seria de minerva. Com o requerimento aprovado, a Casa Legislativa deverá marcar a data da nova eleição nos próximos dias.

No entanto, a batalha não deverá parar por aí. O seu desfecho, pelo visto, vai cair nas mãos da Justiça; já que o até então presidente eleito, Gilson Rêgo, e demais membros da Mesa Diretora, que tomariam posse em 2015, Gugu Bessa e Gordo do Bar, vão impetrar uma ação para manter o resultado e a legitimidade do pleito ocorrido em março pretérito.

Naquela eleição, o parlamentar Democrata obteve seis votos. Além do seu, ele conquistou o apoio de Itacira Aires, atual gestora da Casa Legislativa, Gordo do Bar, Gugu Bessa, Marta da 36 e Manoel Florêncio.

A ala oposicionista, que apresentou o vereador Antônio Avelino (PP) como postulante ao cargo, obteve apenas três sufrágios: o dele e os de Tércia e Kasumaro.

Esse quiproquó ainda vai render mais do que arroz solto!

Senado estuda proibir a divulgação de pesquisas eleitorais



O Senado estuda proibir a divulgação de pesquisas eleitorais nos 15 dias que antecedem a eleição. O argumento é que os levantamentos interferem nos resultados do pleito.

A PEC (proposta de emenda à Constituição) não altera as demais regras para a divulgação das pesquisas.

E o texto será votado na semana que vem pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Se for aprovado, terá que passar pelos plenários do Senado e da Câmara.Autor da PEC, o senador Luiz Henrique (PMDB-SC) diz que os 15 dias servem para “igualar as condições” entre candidatos, além de evitar o que chama de “erros” divulgados na véspera do pleito. - http://politicanapauta.blogspot.com.br/

MAIS CORRUPÇÃO

 - Ação combate fraude em 9 estados. Governador de Rondônia é levado à sede da PF

Na manhã desta quinta-feira (20), a Polícia Federal deflagou uma operação que investiga uma organização integrada por lobistas e agentes públicos que estaria desviando verbas públicas e direcionando licitações no estado de Rondônia. A Operação Plateias levantou que os contratos sob suspeita chegam a quase R$ 300 milhões e o grupo teria desviado mais de R$ 57 milhões. O governador de Rondônia, Confúcio Moura, é suspeito de envolvimento. Ele foi levado à sede da Polícia Federal em cumprimento de um mandado de condução coercitiva.

Estão sendo cumpridos 193 mandados em Rondônia, Acre, Amazonas, Bahia, Goiás, Pará, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, DF e Espanha, país onde um envolvido será detido. De acordo com a PF, 163 pessoas serão conduzidas coercitivamente para prestar depoimento. Há ainda 26 mandados de busca e quatro de prisão temporária.

Segundo as investigações, que começaram em 2012, empresas interessadas em participar de licitações do governo de Rondônia eram obrigadas a fazer doações a campanhas eleitorais. As licitações eram direcionadas para serem vencidas pelas companhias que faziam parte do esquema criminoso. Em alguns casos, havia inclusive dispensa de concorrência pública. A investigação também teria identificado pagamentos indevidos a agentes públicos. Teria sido criado um fundo de propina que chegava movimentar cerca de R$ 2 milhões por mês.

Foram encontradas irregularidades na Companhia de Água e Esgoto de Rondônia (Caerd) e em oito secretarias do atual governo: Saúde, Justiça, Educação, Desenvolvimento Ambiental, Assistência Social, e Obras e Serviços Públicos. - Jornal do Brasil

Morre Samuel Klein, fundador das Casas Bahia



Fundador das Casas Bahia, Samuel Klein morre aos 91 anos em SP

Empresário estava internado no Hospital Albert Einstein.
Klein morreu de insuficiência respiratória.


Samuel Klein, o fundador da rede de lojas de departamento Casas Bahia, morreu na manhã desta quinta-feira (20) em São Paulo. Ele estava internado há 15 dias no Hospital Albert Einstein. O corpo está sendo velado no Cemitério Israelita do Butantã, onde também ocorrerá o enterro.

Samuel Klein havia completado 91 anos em 15 de novembro. Polonês naturalizado brasileiro, ele deixou a Europa durante a Segunda Guerra Mundial e se estabeleceu em São Caetano do Sul, no ABC.

Nascido em Lublin em 1923, ele foi o terceiro de nove irmãos. Chegou a ser preso aos 19 anos pelos nazistas e enviado com o pai para o campo de concentração em Maidanek, na Polônia, enquanto a mãe o cinco irmãos foram exterminados no campo de Treblinka.

Ele relatava que, no campo de trabalhos forçados, sobreviveu graças às habilidades de carpinteiro. Samuel conseguiu fugir durante uma transferência de presos em 1944. Depois, foi para Munique em busca do pai. Após um período vendendo artigos para as tropas aliadas, se mudou em 1951 para a América do Sul.



Na década de 1950, Samuel Klein começou a vender roupas de cama, mesa e banho de porta em porta pelas ruas de São Caetano do Sul. Em 1957, ele comprou sua primeira loja na cidade, e a batizou de Casas Bahia em homenagem aos imigrantes nordestinos (Foto: Divulgação/Casas Bahia)
A riqueza do pobre é o nome. 

O credito é uma ciência humana, não exata. Não importa se o cliente é um faxineiro ou um pedreiro, se ele for bom pagador, a Casas Bahia dará credito para que ele resgate a cidadania e realize seus sonhos" Samuel Klein - clique aqui e leia mais...

Jovem morre eletrocutado



São Francisco do Oeste: 

Jovem morre eletrocutado. As informações inciais dessa tragédia, estão no blog de João Paulo. http://www.blogdojp.com.br/10460 - veja:

Um jovem, identificado inicialmente como Itamar Bessa, faleceu na tarde de hoje, 19, na cidade de São Francisco do Oeste.

Segundo populares, ele estava trabalhando quando ocorreu o acidente com a rede elétrica.

Ele foi socorrido para o Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade, em Pau dos Ferros, porém, não resistiu à descarga elétrica, vindo a falecer.

A qualquer instante, o blog trará mais informações sobre o caso.

Vereadores aliados do Prefeito de Pau dos Ferros querem derrubar eleição para presidente da Câmara



Após oficializar o rompimento político com o atual Prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, o vereador Gilson Rego, terá a sua eleição como presidente da Câmara de Vereadores questionado.
A manobra política foi esclarecida na manhã desta quarta-feira, 19, pelo ex-prefeito, Leonardo Rego, através de uma participação na Rádio Cultura do Oeste. Segundo Leonardo, o vereador Edgar de Queiroz, apresentou um requerimento questionando a eleição do vereador Gilson Rego para ser presidente da casa, nos próximos dois anos.

O vereador alegar não ter participado, pois não votou e nem teve direito de ser votado, pois no período que ocorreu a eleição, ele estava com seu registro de candidatura suspenso por uma decisão judicial e só assumiu a vaga após a eleição.

Segundo Leonardo, esta é uma articulação do grupo governista para retirar a presidência de Gilson Rego, visto que ele agora, assim como o Vice-presidente, Gugu Bessa, e o 1º secretário, Francisco José, estão em uma situação politica oposta ao atual prefeito.

"São atitudes covardes, pois não há qualquer fundamentação legal para que a eleição seja questionada. Inclusive, os vereadores que hoje estão com o prefeito, votaram e assinaram a ata da eleição. Portanto, a eleição ocorreu de forma transparente, legal e não há qualquer razão para que ela seja suspensa ou anulada”, destacou, Leonardo.

“Por qual motivo o mesmo vereador não questionou a eleição da atual presidente? Na época, ele ainda não havia assumido a sua vaga como vereador. No entanto, de forma premeditada, o seu requerimento questiona apenas o opositor ao prefeito, e não a atual presidente que é aliada do atual gestor”, questionou Leonardo.

Já o presidente eleito, Gilson Rego, destacou a sua tranquilidade frente a esta situação. “Sabemos da legitimidade e regularidade de como tudo aconteceu. Então, esta será mais uma derrota daqueles que querem fazer política querendo vencer a todo custo”, comentou o vereador.

Ele ainda convocou a população a participar, de forma democrática e respeitosa, da sessão que acontecerá nesta quinta-feira, 20, às 9 horas, na Câmara dos Vereadores, para que todos mostrem que não compactuam com estas atitudes covardes e que não fazem mais parte da nova conjuntura política da cidade. - https://www.facebook.com/LeonardoRegoRN?fref=nf